Dinheiro. Está preparado para ganhar?

Tempo de leitura: 5 minutos

POST 9-3-2016 (1)
será que você não somatiza assim, quando pensa em dinheiro? (foto depositphotos)

Preparado para merecer o dinheiro que vai ganhar?

Vou te contar uma história. Rapidinha!

Desde que me conheço por gente, sempre tive certo pudor em falar sobre dinheiro. Parecia vergonhoso desejar ganhar além do que eu recebia de salário, que mal dava para pagar as contas do mês. Tinha “asco” de pegar em cédulas, e por mais formações que obtivesse, frequentasse cursos das mais diversas modalidades, nunca dei atenção a um Planejamento Financeiro.

Pensava que o dinheiro deveria ser apenas para o pagamento dos compromissos que apareciam todos os meses. Se conseguisse chegar ao dia 30 “zerado” já me dava por satisfeito, o importante era não buscar recursos externos, por mais necessidade que pudesse enfrentar. Não ficava devendo, mas em compensação não sobrava um centavo para o mês seguinte.

E assim agi enquanto estive na ativa! O problema é que a idade chegou, e recebi uma fortuna incalculável da aposentadoria, que foi gasta em fazendas, viagens internacionais, aquisição de iates, apartamentos em Miami e casa de recreio em Buzios. Quando dei conta o prêmio da Mega Sena do INSS que chegou não era nada daquilo que imaginava, e tive que enfrentar a realidade de viver com um terço do que ganhava quando atuava no mercado de trabalho.

E é por isso que valorizo sobremaneira estes ensinamentos que o Bruno Juliani nos dá gratuitamente, com o título: “APLICATIVO PARA ENRIQUECER 2.0”.

MUDE SEU PARADIGMA SOBRE DINHEIRO

POST 9-3-2016 (3)
não está na hora de mudar seu paradigma sobre dinheiro? (foto – Depositphotos)

Você está preparado para derrubar seus velhos paradigmas acerca de meter a mão nas notas de 10, 20, 50 e 100 reais? mesmo que estejam sujas, amassadas e cheias de vírus? Então tire o máximo proveito desta leitura, e tente delinear novas formas de ver o “vil metal”.

Juliani aborda as 10 principais frases negativas sobre o dinheiro e dá um novo sentido a elas. Vejamo-las:

1ª Frase: “Dinheiro é a raiz de todos os males”. Bruno diz o seguinte sobre essa máxima: “O dinheiro não tem nada a ver com isso. O dinheiro é neutro. O dinheiro é um recurso que faz bem à minha vida”.

2ª Frase: “Dinheiro não é importante é apenas dinheiro”. O autor deste estudo aconselha você a ter a seguinte visão: “O dinheiro não aceita desaforo. O dinheiro é uma das minhas prioridades na vida. Consequência positiva do valor que gero para o mercado”.

3ª Frase: “Dinheiro serve para ser gasto”. Com toda a certeza, o conselho ministrado por Juliani acerca desta frase  fará toda a diferença na sua vida, se praticá-lo, ei-lo: “Gaste menos do que você ganha. Não fique dependendo do seu próximo pagamento. Procure sempre ter dois ou três salários de reserva, assim você sai do cheque especial, cartão de crédito, juros de empréstimos”. Esta frase com que ele finaliza seu pensamento é de uma sabedoria ímpar: “O dinheiro que eu junto é o que me faz ser rico!”

4ª Frase: “Os ricos ficam mais ricos e os pobres cada vez mais pobres”. Para Bruno: “Quem mais contribui para a disseminação dessa afirmação é a Midia, quando dá muita ênfase à desigualdade social, afirmam que os banqueiros ganham muito dinheiro e a população fica cada vez mais arrochada“.

Juliani diz que conhece uma pesquisa com a seguinte premissa: “Se juntasse toda a riqueza do mundo e a distribuísse igualmente, ia levar cerca de 10 anos para as pessoas que eram pobres voltarem a ser pobres e os ricos juntarem novamente sua fortuna”.

Bruno vai mais além, quando afirma: “O ser humano não foi feito para saber lidar com dinheiro, foi programado para a escassez, não sabe juntar para um período de bonança”.

Ele o convida para a seguinte reflexão: “As circunstâncias e o mercado não determinam seu destino, você que é responsável por querer ser rico ou pobre. Não terceirize responsabilidades”. E complementa, pedindo para que ressignifique esse conceito para: “Minha realidade financeira depende apenas de mim. Tudo o que eu preciso para criar abundância financeira já está dentro de mim”.

5ª Frase: “Eu não sou bom no trato com o dinheiro”. Meio “brabo”, Bruno diz: “Se você acredita nisso é porque se julga que não sabe aprender absolutamente nada. Isso é uma grande mentira, pois se você sabe mexer num tablet, a dirigir um veículo, operar um celular novo, você é capaz de aprender sobre dinheiro”.

Seu conselho é “matador”: “Mude seu pensamento e suas ações para – eu aprendo e aplico conhecimento sobre dinheiro todos os dias”. Sua conclusão sobre esta frase é quase tétrica, mas tremendamente sábia: “Cole uma figura de <<caveira>> no seu cartão de crédito”.

POST 9-3-2016 (2)
você faz planejamento financeiro com seu dinheiro? (foto Depositphotos)

 O que quer fazer com o dinheiro que vai ganhar?

6ª Frase? Você achou que eu daria todas as dicas hoje? Claro que não, as outras cinco dicas fantásticas do Bruno Juliani serão analisadas no artigo da semana que vem, que postarei na quarta-feira, dia 16.

Outra coisa, este texto está ficando muito longo e não tenho o direito de tomar minutos do seu precioso tempo, que é muito corrido no dia a dia.

Te convido a ler a sequência na próxima semana…

P.S: Não se esqueça. Se gostou deste conteúdo dê o seu “curtir”, compartilhe, remeta para os membros de sua lista. Deixe seu comentário abaixo. E se não gostou pode mantar sua crítica, ela será muito bem aceita.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *